Dialogando em uma videoconferência com os estudantes da Schola Occurentes, o Papa Francisco incentiva os jovens a "sonhar" e "criar" e, ao mesmo tempo, a ouvir a sabedoria dos mais velhos.

 

Comunicar e transmitir experiências para superar as discriminações e os preconceitos. Esta é a mensagem que o Papa Francisco lançou no seu encontro com os participantes da reunião mundial dos diretores da rede de ensino "Scholas Occurrentes", uma organização com sede no Vaticano.

Durante a audiência realizada esta tarde na Sala do Sínodo, o Santo Padre realizou um diálogo em vídeo-conferência com cinco estudantes de cinco continentes diferentes.

Em conexão com um jovem da Austrália, Francisco falou sobre a cultura do encontro, mencionando uma de suas metáforas mais recorrentes, a de "construir pontes", em vez de levantar muros; isso, explicou o Pontífice, pode ser feito em primeiro lugar “comunicando experiências”.

Comunicar significa antes de tudo dizer "sim à vida", ser generosos, ter "respeito" e "evitar todos os tipos de discriminação". Aos meninos, que têm "muito no coração", o Papa pediu para "seguir em frente", para que "outros se inspirem e escutar dos outros o que dizem”. E acrescentou: "gosto do que vocês dizem e fazem”.

Conversando com um israelense, o Santo Padre falou de forma mais explícita do sagrado e de como os jovens sejam particularmente hábeis em comunicar "a identidade da sua própria religião", mesmo "em diferentes idiomas".

Com um jovem da Turquia, Francisco focou no diálogo inter-religioso, dizendo explicitamente: "os jovens não querem a guerra, querem a paz", convidando-os a proclamar isso sem medo.

Diante das dúvidas, muitas vezes angustiantes, em relação ao amanhã, disse: "Vocês sabem onde está o futuro? Está no coração, está em sua mente e está em suas mãos! Se você sente bem, se você pensa bem e se – com as suas mãos – segue adiante, com este pensar bem e este sentimento bom, o futuro será melhor”.

Para tornar melhor o futuro da humanidade, os jovens devem ter tanto "asas" como "raízes": asas para "voar", "sonhar" e "criar"; "raízes" que se aprofundem na sabedoria dos anciãos e dos maiores. “O futuro está nas suas mãos. Peguem-no para que seja melhor”, disse.

Depois foi a vez do estudante da África do Sul ao qual o Papa recordou o nascimento de Scholas Occurrentes acontecido em Buenos Aires, com a intenção de "construir pontes entre as escolas" na diocese histórica de Bergoglio.

Fiel aos três "pilares fundamentais" (educação, esporte e cultura), Scholas é um exemplo de como é possível "comunicar", "mostrar" e "compartilhar" seus próprios valores. O esporte, por exemplo, “ensina a jogar em equipe" e "salva do egoísmo".

Respondendo a uma pergunta de um estudante de Salvador, o Papa recordou que, além de boa comunicação, há também uma comunicação "que destrói" que impulsiona as pessoas na defensiva, educando assim à cultura da guerra e não ao trabalho em equipe.

O Papa exortou também os jovens a se defender "daqueles que querem 'atomizar-vos’ e tirar a força do grupo”.

Em conclusão, Francisco lançou um apelo: "Não tenhas medo! Siga adiante. Construam pontes de paz. Joguem em equipe e façam o futuro melhor, mas lembrem-se que o futuro está nas vossas mãos. Sonhem o futuro voando, mas não se esqueçam da herança cultural, sapiencial e religiosa que os anciãos vos deixaram. Pra frente, com coragem! Construam o futuro!”.

 

Roma, 04 de Setembro de 2014 (Zenit.org) Luca Marcolivio

Publicado em Notícias

Em um encontro realizado na Praça de São Pedro nesta terça-feira no Vaticano com 50 mil coroinhas provenientes da Alemanha, Áustria e Suíça, o Papa Francisco explicou que Deus quer pessoas que sejam totalmente livres e que sempre façam o bem, como o fez a Virgem Maria ao aceitar o plano divino e ser a mãe de Jesus.

Assim o indicou o Santo Padre no encontro com os coroinhas que participam de uma peregrinação cujo tema é “Livres! Porque é lícito fazer o bem!”, inspirado no Evangelho de São Mateus. Com eles, indica a Rádio Vaticano, o Papa rezou as vésperas e lhes dirigiu umas palavras em alemão.

“As palavras de São Paulo que escutamos, tomadas da Carta aos Gálatas, chamam nossa atenção. O tempo se cumpriu, diz Paulo. Agora Deus realiza a sua obra decisiva. Aquilo que Ele quis dizer aos homens sempre –e o fez através das palavras dos profetas–, o manifesta com um sinal evidente”.

O Papa Francisco ressaltou logo que “Deus nos mostra que Ele é o bom Pai. E como o faz? Através da encarnação de seu Filho, que se torna como um de nós. Através deste homem concreto de nome Jesus, podemos entender aquilo que Deus quer verdadeiramente. Ele quer pessoas humanas livres, a fim de que se sintam como filhas de um bom Pai”.

“Para realizar esse desígnio, Deus precisa somente de uma pessoa humana. Precisa de uma mulher, uma mãe, que coloque o Filho no mundo. Ela é a Virgem Maria, que honramos com essa celebração vespertina. Maria foi totalmente livre. Em sua liberdade disse sim. Ela fez o bem para sempre. Desta maneira serve a Deus e aos homens. Imitemos seu exemplo, se queremos saber aquilo que Deus espera de nós seus filhos”.

Perguntas

Respondendo depois a algumas perguntas dos presentes, o Papa alentou a organizar-se, programar as coisas de modo equilibrado e ressaltou que “a nossa vida é feita de tempo e o tempo é dom de Deus, portanto é necessário empregá-lo em ações boas e frutuosas”.

“Talvez muitos adolescentes e jovens percam muitas horas em coisas inúteis: chatear na Internet ou com os telefones, com as ‘novelas’, com os produtos do progresso tecnológico que deveriam simplificar e melhorar a qualidade de vida, mas que pelo contrário distraem a atenção daquilo que realmente é importante”, alertou.

O Santo Padre exortou os jovens a falarem do amor de Jesus não só em suas paróquias, mas sobretudo fora delas: "os jovens têm um papel particular, falar de Jesus a seus coetâneos não só na paróquia, mas sobretudo aos de fora. Com a sua coragem, entusiasmo e espontaneidade, podem chegar mais facilmente à mente e ao coração daqueles que se distanciaram do Senhor. Muitos adolescentes e jovens da idade de vocês têm uma imensa necessidade de ouvir que Jesus os ama e perdoa".

Fonte: www.A12.com

Publicado em Notícias

Centenas de jovens estiveram presentes à vigília jovem que aconteceu na capital federal. Velas eram a única fonte de luz na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida das 23h às 6h. As atividades do Nighfever madrugada afora foram celebração eucarística, louvor, adoração, confissões e direções espirituais. Vários jovens acenderam uma vela em um Círio Pascal e a levaram até os pés de Jesus Eucarístico.

Nightfever-Brasília2

A vigília faz parte de uma programação especial desenvolvida para acolher turistas que chegam a Brasília, uma das cidades-sede da Copa do Mundo. Padre Lucas Gonçalves, assessor do Setor Juventude local, afirma que o Nightfever e outras atividades voltadas para a juventude em Brasília poderão ser um caminho contra o secularismo que assola o coração da sociedade. “A verdadeira revolução é a do coração do homem”, disse.

Nightfever não é novidade da Arquidiocese de Brasília. Começou na Alemanha, em 2005, algumas semanas depois da Jornada Mundial da Juventude daquele ano. Em Brasília, devem ser realizados mais três eventos como esse em 2014.

Texto e Fotos: Felipe Rodrigues, com informações da Arquidiocese de Brasília

Créditos: http://www.jovensconectados.org.br

Publicado em Notícias

Nessa sexta-feira (13), a partir das 20h, teremos em nossa paróquia uma programação especial dedicada a todos os jovens da comunidade.
Missa especial para a juventude, logo após, teremos exposição do Santíssimo acompanhada de adoração e multirão para confissões. Contaremos com a presença do Padre Carlos Sávio, Assessor Nacional do Setor da Juventude.
É importante que os jovens atendam ao chamado e compareçam, em visita ao Brasíl na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), o nosso Vigário de Cristo, o Papa Francisco, nos falava da importancia de ser um jovem missionário, de não termos medo de levar o amor de Deus para o próximo.
E, é diante de momentos assim que nos fortificamos para levar Cristo ao irmão que necessita.
Informações na secretária paroquial.

Publicado em Notícias